Resenha: Tensão - Gail McHugh

segunda-feira, abril 13, 2015
Nome Original: Collide #1
Duologia: Collide
Editora: Arqueiro
Páginas: 336
Idioma: Português
Lançamento: Fevereiro 2015
Gênero: Adulto. Romance Contemporâneo.
Sinopse: Após a morte da mãe, a vida de Emily Cooper vira de cabeça para baixo. Ela precisa de um novo começo, e Dillon Parker, seu namorado, a convence a se mudar para mais perto dele a fim de passarem mais tempo juntos. Em Nova York, Emily arranja um emprego temporário como garçonete em um restaurante no centro de Manhattan. Ao sair para fazer uma entrega logo no primeiro dia de trabalho, ela esbarra em Gavin Blake, um empresário sexy e bem-sucedido. Assim que seus olhares se encontram, há uma tensão no ar, mas nenhum dos dois consegue entender ou explicar essa forte conexão. Atormentada, Emily tenta não pensar muito naquele desconhecido que mexeu tanto com ela. Porém, ela descobre que Dillon e Gavin são amigos e que terá de conviver com ele muito mais do que poderia ter imaginado. Perdida em sentimentos confusos, Emily sente o desejo por Gavin crescer e se tornar mais ardente a cada vez que se encontram. Será que os dois vão resistir à tensão ou se entregar a essa paixão, apesar de todas as consequências? 
Gente, esse aqui é o típico "me apaixonei pelo o cara errado" tipo de livro. Ele é maravilhoso! Aliás, sem fazer grandes comparações, mas ele acabou me lembrando um pouco de "Intenso Demais" da S.C Stephens. Não só por ter a dinâmica da menina se apaixonando pelo o amigo do namorado, mas também pela a montanha russa que a gente enfrenta com esses dois, mas não se preocupem porque embora haja similaridades, a autora dá o seu "tom" a história e consequentemente vida própria ao livro.

Tensão é uma leitura bem gostosa, mas também cheia de momentos sofridos, proibidos  e obviamente tensos. Porque sim, acaba que a autora lida com a questão da traição, e claro que isso torna tudo muito mais delicado.

Então, sobre o que é a história? O livro conta a história da Emily, que acaba de perder a sua mãe e se muda para Nova York para viver perto do seu namorado Dillon. Ele até então o cara perfeito enquanto eles mantinham o namoro a distância. Deu todo o suporte quando a sua mãe ficou doente e eventualmente morreu. No entanto, agora que eles estão morando na mesma cidade, Emily percebe algumas diferenças que antes de ela viver no mundo dele acabavam passando despercebidas e com isso veio a realização de que ele não é tão perfeito quanto parecia. 

Ela recém chegada, começa a trabalhar em um restaurante e um dia ao fazer uma entrega, ela conhece o bem sucedido, lindo e maravilhoso Gavin. Alguns diriam que foi amor a primeira vista - inclusive eles -, eu como não acredito nisso, diria que foi uma louca atração a primeira vista. Gavin fica completamente louco por ela. No entanto, apesar da atração ser correspondida, Emily tem um namorado do qual ela tem todas as intenções de manter-se fiel. Mas Gavin não quer saber e continua a investir e com isso, pra manter uma certa distância entre eles, ela mente o seu nome e diz que já tem uma outra pessoa.

Porém, quando a Emily achou que já tinha se livrado da tentação chamada Gavin, o destino prega-lhes uma peça e ela descobre que ele é um grande amigo do seu namorado e que distância será a última coisa que ela conseguirá manter. 

E ai meus caros, começa aqui um triângulo amoroso intenso e como quase sempre, um tanto complicado.

Agora, eu sei que triângulo por vezes é desagradável, frustante e um tanto irritante, mas esse aqui até que vale a pena. Se você é do tipo que prefere passar reto quando se depara com um, talvez esse seja o tipo que vá valer a pena você fazer uma exceção. Digo isso porque eu mesma sou uma dessas pessoas. Confesso que não tenho muita paciência, mas com tantas boas recomendações sobre esse, realmente não pude deixar passar e embora tenha sido frustrante algumas vezes, foi também muito excitante. Valeu a pena.

O cara é tudo de bom! Faz o leitor se apaixonar em 5 segundos. E a química desse casal é absolutamente intensa. 

A autora é articulada e bem sensível, traz em suas palavras uma profundidade real para a história criada. Eu fiquei completamente presa a história por todo o tempo em que me levou para terminar. 

A única coisa chata é que o livro meio que termina em um cliffhanger, fazendo a gente ficar ansiosa pela a continuação. No entanto, eu confesso para vocês que nessa de esperar pelo o livro eu acabei me desapegando um pouco e quando a continuação saiu, eu não me empolguei tanto. Talvez eu devesse ter esperado a continuação ter saído antes de ler, como eu normalmente faço, mas fiquei tão curiosa que preferi correr o risco. 
Tecnologia do Blogger.