Review: Heat Wave - Karina Halle

Editora: Metal Blonde Books
Língua: Inglês
Páginas: 382
Gênero: Romance, Contemporâneo,  Adulto.
Lançamento: Novembro de 2016
E-book - Amazon BR
Eles dizem que quando a vida fecha uma porta, outra se abre. Essa porta por acaso leva ao paraíso. E a um homem que eu nunca poderia ter. 

Ainda sofrendo a perda de sua irmã que morreu há dois anos, a última coisa que Veronica "Ronnie" Locke precisava era perder o seu emprego em um dos melhores restaurantes de Chicago e ter que voltar a morar com os seus pais. Então, quando uma janela de oportunidade se abre - para conduzir uma cozinha em um pequeno hotel havaiano - ela percebe que seria louca se não aceitasse. O único problema é que o homem que dirige o hotel a deixa maluca: Logan Shephard. 
Não importa que ele tenha olhos castanhos escuros, uma construção alta e musculosa devido diárias sessões de surf e um profundo sotaque australiano. O que importa mesmo é que ele é mal humorado. Meio que um idiota também. Mas consegue atingir Ronnie como ninguém. 
Porém, quanto mais tempo Ronnie passa na ilha de Kauai, apaixonando-se pela terra exuberante e pelo o seu estilo de vida despreocupado, mais ela se aproxima de Logan. E quanto mais próximo dele ela fica, mais Ronnie percebe que pode ter feito um mal juizo do cara. Talvez sejam as selvas quentes e calorosas ou o ar revigorante do oceano, mas logo o relacionamento deles se torna intoxicante. Há apenas um grande problema. Os dois juntos incitariam um escândalo que nem Ronnie nem a sua família conseguiriam se recuperar. 
Proibido, Ilícito e fora dos limites, às vezes vale a pena render-se ao calor, mesmo que você se queime.
Karina Halle é aquela autora que na maior parte das vezes os livros dela são garantias de serem uma boa leitura. A mulher é uma máquina de escrever, chega a ser difícil acompanhar o ritmo dos seus lançamentos, mas eu não podia fechar o ano sem ler alguns dos milhares de livros que ela lançou esse ano.

Dos livros que eu ainda não havia lido e que ela lançou recentemente como standalone, 'Heat Wave' me pareceu ser o romance com a história mais complexa e promissora e eu não estava errada.

Quem conhece a Karina sabe que ela tem uma certa tendência a desviar do convencional sem forçar muito a barra, dessa forma ela meio que tende a agradar todos os gostos. A premissa dessa história é a protagonista conhecendo um cara e cinco minutos depois sendo trocada pela a sua linda e perfeita irmã. Quando eu li a sinopse, instantaneamente me simpatizei pela a protagonista e sabia que esse livro prometia uma emocionante jornada.
Eu o vi primeiro.
O livro começa com a Ronnie em um entediante evento político e no meio de tantas pessoas ela vê um cara que até então ela nunca havia visto em nenhum dos eventos dos quais ela já estava tão acostumada a frequentar, devido a vida política de sua mãe. Apesar da insegurança e falta de experiência com o sexo oposto, ela cria coragem e aborda esse atraente estranho. Os dois imediatamente criam uma conexão e se veem atraídos um pelo o outro. O Logan a convida para sair e se mostra bem interessado. Isso é, até  irmã da Ronnie aparecer cinco minutos depois. Juliet chega e rouba a atenção do estranho para ela, deixando-a arrasada.
Minha irmã, a garota que nunca poderia fazer de errado, a garota que nunca cometeu erros, a garota da qual eu passei a minha vida inteira vivendo na sombra, tentando me tornar alguém tão bom quanto ela.
Nada disso é muito novidade para a Ronnie. Durante toda a sua vida ela ficou à sombra da  sua linda e perfeita irmã. Os seus pais e especialmente a mãe sempre deixando claro o quanto ela era inferior. Conformada em ser preterida pela a Juliet, ela assistiu de longe o cara que ela havia visto primeiro se apaixonar e casar-se com a irmã.

Sete anos depois, hoje Ronnie uma chefe de cozinha se vê desempregada e de volta a casa dos seus pais em decorrência do fim do relacionamento com o seu chefe. Sem perspectivas em Chicago e sem querer morar com os pais, ela aceita o convite de trabalhar no restaurante que o Logan e a Juliet montaram em um resort na ilha de Kauai, no Havaí. A Juliet morreu a dois anos atrás em um acidente de carro e desde então que a Ronnie e o Logan não se veem. 
É mais fácil você me odiar do que gostar de mim, não é?!
Ronnie sabe que essa vai ser uma experiência difícil. Não só pela a morte da irmã, mas também por voltar a ter o Logan em sua vida, quando ainda há tanto ressentimento dela por ele. Isso tudo não só porque ela foi trocada anos atrás, mas também por saber que ele havia traído a sua irmã. Passar tempo juntos nesse paraíso tropical se prova mais complicado do que ela originalmente imaginava. Ambos têm uma atração e sentimentos muito fortes um pelo o outro, mas a Ronnie sabe que um romance entre eles não seria moralmente aceito e nada de bom poderia sair dessa relação quando existe o fantasma da irmã dela entre eles. 

Ele era meu, mesmo antes que ele soubesse. Ele era meu de uma maneira estranha que eu ainda não entendo. A única maneira que eu posso encontra para explicar é que você apenas sabe.
Eu gostei muito da Roonie e foi gostoso de ver ela se auto conhecendo e se aceitando depois de passar anos a fio tentando ser como a irmã, afim de obter o amor e aprovação das pessoas. O Logan eu tive uma relação de "amor e ódio". Foi desafiante abrir o coração pra ele e até o fim do livro eu ainda estava meio duvidosa em relação a ele.

Isso porque apesar de ter gostado do romance, eu também tive um pouco de problemas com toda a questão do Logan não ter inicialmente escolhido a Roonie logo de cara e ter ido para a irmã por causa da beleza. E fato é que quase ao fim ele ainda não havia conseguido me convencer com as suas justificativas. Me colocando no lugar da Roonie, acredito que eu teria tido mais problemas com a situação toda do que ela teve. No entanto, tirando esse fator o romance se desenvolve com uma fluidez bem gostosa. Aqui a autora não nos oferece um romance do tipo amor a primeira vista, se eu tivesse que caracteriza-lo, seria mais uma coisa do tipo 'segundas chances', apesar de eles não terem tido realmente uma primeira. 
" - Eu sinto muito que ninguém tenha visto o quão especial e linda você é. Você precisa saber que desde o primeiro momento em que eu a vi... Eu não conseguia te esquecer."
" - Então porque você casou com ela? Porque ela roubou você de mim naquele dia?"
Outra coisa que me incomodou um pouco foi como a autora trabalhou o drama do fim do livro. Achei meio frustrante e a sensação foi de que a protagonista havia dado 10 passos para trás no sentido de evolução. Inclusive, nessa parte parei o livro por algumas horas porque achei a coisa toda meio sem sentido. Parecia um drama desnecessário. Isso derrubou um pouco a nota final do livro.
"Porque eu deveria ficado com você, Ronnie. Sempre foi você".
Mas no todo como essa foi uma leitura que me manteve engajada desde o início. Até pela a forma cativante e envolvente com a qual a Karina escreve e usa as palavras... Ela te faz sentir junto com a personagem e não de forma superficial. As comparações e metáforas que ela usa te leva profundamente para o coração e a cabeça dos personagens. Super fã. Isso sem falar no paraíso tropical em que o livro é ambientado. Praticamente me senti no Havaí. Esse não foi o seu melhor livro standalone que eu li, mas no todo foi uma boa leitura. Recomendado! 

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.